Make your own free website on Tripod.com

imagem11.jpg

Home
Patrocinio Oficial
Album
Notícias
Localidade
Contactos
Karaté
Escolas
Juniores Femininos
Juniores Masculinos
Séniores
Agenda Desportiva da Pré Época
Nossos Links

ardegaes.gif

Ardegães por ter sido o 2º melhor classificado das três Séries será o quarto clube a subir à 1ª Divisão.

 

CLASSIFICAÇÃO
26ª JORNADA
C
EQUIPAS
J
V
E
D
GM
GS
P
01
Amanhã Criança
26
21
3
2
135
38
66
02 Ardegães
26
20
2
4
100
41
62
03
Carvalhido
26
18
2
6
92
53
56
04
Negrelos
26
17
3
6
82
38
54
05
B.º Outeiro
26
15
2
9
90
73
47
06
S. Pedro Fins
26
14
2
10
88
65
44
07
Desp. Aves
26
12
4
10
77
76
40
08
Dream Team
25
12
4
9
60
50
40
09
JD Guifonense
26
12
2
12
81
72
38
10
Monte Pedras
26
7
4
15
51
78
25
11
Amial Regado
26
6
5
15
57
101
23
12 Stº Eugénio
26
3
3
20
27
87
12
13
Silva Escura
25
2
2
21
35
133
8
14
Arsenal Parada
26
1
4
21
27
97
7

 Entrevista ao Jornal Maiahoje

http://www.maiahoje.pt/noticia.php?id=1116 clique aqui

 
 
Concretizada a subida dos juniores

Na qualidade de melhor segundo classificado das três séries do campeonato de futsal da II Divisão da AFP, a equipa júnior do Grupo Cultural e Recreativo de Ardegães foi premiada com a subida ao primeiro patamar. Uma prenda para uma colectividade que no passado dia 25 de Abril comemorou o seu 33º aniversário.
A época terminou em grande, com a vitória no último jogo, por 6 a 1, com uma das candidatas à subida de divisão, mais concretamente o Carvalhido.
No momento dos festejos, o técnico da equipa de Águas Santas, Pedro Costa, exaltou o feito pelo facto de ter sido conseguido num contexto de dificuldades. «No final do encontro festejamos à moda de Ardegães. Juntos relembramos o passado recente com o mesmo sentimento de “orgulho” e até deu para rir e chorar os bons momentos».
Pedro Costa relembra obstáculos como «as ausências de atletas nos treinos e jogos por motivos profissionais. A média por treino rondava os 6 jogadores. Pelo mesmo motivo faltei a treinos». Uma das grandes “dores de cabeça” foi a ausência do único guarda-redes do Ardegães, que deixou de treinar e só aparecia nos jogos. «Mando um grande abraço a um amigo, de seu nome Hugo, de 16 anos, que efectuou os nossos treinos como guarda-redes para me ajudar».
O técnico refere-se, ainda, ao castigo decretado ao atleta Fábio Gomes, que o impediu de jogar em toda a segunda volta; «Perdeu a cabeça com um árbitro que decidiu dar início a um jogo quando a quadra estava completamente alagada em água».
Todavia, o momento é de festejar a subida à I Divisão e Pedro Costa considera, mesmo, ter sido a sua melhor época ao longo dos dez anos que leva como treinador. «Fiz desta equipa um conjunto fantástico, que soube acreditar em mim e, principalmente, sobre acreditar no grupo. Os momentos que passei no Ardegães foram fantásticos. São um bom exemplo para o meu futuro como treinador».
Pedro Costa sente-se, também, orgulhoso pelo facto da subida ter sido conseguida numa série que, no seu entender, foi das mais complicadas. Por isso deixou uma palavra de reconhecimento aos adversários, «principalmente às equipas do Amanhã da Criança, o vencedor da série, Carvalhido, Negrelos, Dream Team, Guifonense e S. Pedro Fins, todas elas com grande qualidade e com bons treinadores, treinadores actualizados no futsal».
Pedro Costa dedica a subida de divisão a várias pessoas: «ao meu Pai e à minha Avó porque estão a atravessar uma fase muito difícil das suas vidas; à Cátia porque não teve o sabor de me acompanhar como sempre fez, ao Zé, Sérgio e ao Hélder, que me ajudaram neste percurso de dois anos e que nunca me deixaram ir abaixo; ao Bruno que transportou quase sempre os atletas a casa depois dos treinos e jogos; ao Joãozinho de 9 anos, o meu seccionista e muitas vezes guarda-redes nos treinos; aos Directores que sempre resolveram os problemas desta equipa; à massa adepta que nos apoiou e sempre acreditou em nós; e aos meus atletas por tudo o que fizeram».
Quanto ao futuro, o nosso entrevistado adianta que se encontra a estudar algumas propostas. Uma decisão que deseja tomar atempadamente, no sentido de planear a primeira fase da época junto do seu futuro projecto.
Um projecto que até poderá passar pelo Ardegães, mas desta feita no escalão sénior; «Acho que seria a altura ideal para o GCR Ardegães apostar nos seniores. Estes atletas têm uma elevada margem de progressão e podiam ajudar ainda mais o clube».
A bola está, assim, do lado da direcção. Pedro Costa aguarda por uma resposta, não escondendo que treinar uma equipa sénior da casa seria cumprir um sonho.

Assine o livro de visitas  Veja o livro de visitas

equipa.jpg

ardegaes.jpg

camara.jpg

maia.jpg

image.jpg